Pesquisa e desenvolvimento sobre uso medicinal da cannabis.

O conhecimento científico na área de cannabis medicinal se encontra em plena expansão em todo o mundo. A Health Meds possui um departamento de pesquisa e desenvolvimento, que busca estudar de forma científica as diversas indicações médicas. Nosso compromisso é estabelecer parcerias com universidades e pesquisadores no Brasil e no exterior, com objetivo de oferecer produtos que melhorem a qualidade de vida das pessoas.

Prof. Dr. Flávio Henrique de Rezende Costa

Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Health Meds
Mestre e Doutor em Neurologia pela UFRJ
Professor do Departamento de Clínica Médica – Faculdade de Medicina da UFRJ

flavio.rezende@hmeds.com.br

Inovação

O compromisso da Health Meds vai além de oferecer produtos que sejam eficazes, confiáveis e seguros. O setor de pesquisa e desenvolvimento atua permanentemente com os principais profissionais da medicina do Brasil, oferecendo educação médica continuada. Sempre estaremos abertos para ouvir sugestões e ideias que possam levar a pesquisas de novas moléculas, formulações e indicações.

O que é o
sistema endocanabinoide?

A planta cannabis possui mais de 480 substâncias químicas. Cerca de 150 compostos são denominados fitocanabinoides (substâncias derivadas da planta). Dentre os fitocanabinoides mais conhecidos e estudados estão o THC (Δ9 Tetrahidrocanabinol), o CBD (Canabidiol) e o CBG (canabigerol).

Os fitocanabinoides se ligam a receptores específicos que existem no corpo humano. Esse sistema complexo é responsável por uma série de funções fisiológicas, incluindo a memória, o humor, o controle motor, o comportamento alimentar, o sono, a imunidade e a dor.

Diversas evidências científicas apontam que o sistema endocanabinoide está comprometido em diversas doenças neurológicas, psiquiátricas, degenerativas e inflamatórias.

Nos EUA e na Europa os canabinoides nabilone e dronabinol (sintéticos) foram aprovados pelas agências regulatórias para o tratamento da anorexia e da náusea relacionada a quimioterapia. O sativex (spray com THC 2.7mg + canabidiol 2.5mg/dose) foi aprovado para o tratamento da dor e o enrijecimento muscular (espasticidade) associados à esclerose múltipla.

Recentemente o medicamento Epidiolex (extrato natural de CBD altamente concentrado) recebeu o status de droga órfã para o tratamento da Síndrome de Dravet e Lenox Gastaut (formas de epilepsias de difícil controle) e também foi aprovado nos EUA, após estudo publicado no Jornal New England Journal of Medicine.

Por se tratar de área do conhecimento em constante desenvolvimento, novas indicações vêm sendo buscadas pela comunidade científica e publicadas nas principais revistas médicas do mundo.

 

CONDIÇÕES MÉDICASFORMULAÇÃOTIPO DE EVIDÊNCIA
*Dor e Espasticidade na EMNabiximols (THC + CBD)ECR fase III
Aprovação
Regulatória
FDA
*Epilepsia (Dravet e Lenox Gastaut)CBDECR fase III
Aprovação
Regulatória
FDA
Dor crônicaTHC, Nabiximols (THC + CBD)ECR fase II
Esquizofrenia (sintomas positivos e negativos)CBDECR fase II
Distúrbios do sono secundários a doença neurológicaTHC, Nabilone, nabiximols (THC + CBD)ECR fase II – III
GlaucomaTHC, cannabisECR fase II
Sintomas urinários da EMNabiximols (THC + CBD)ECR fase II
Síndrome de TouretteTHC, cannabisECR fase II
Estudos observacionais
Demência com agitaçãoTHC, cannabisEstudos observacionais
Sintomas motores e não motores na doença de ParkinsonTHC, CBD e cannabisEstudos observacionais
Síndrome de estresse pós traumáticoCannabisEstudos observacionais
AnsiedadeCBDECR fase II
Estudos observacionais

*Indicações aprovadas pelo FDA (Food and Drug Administration).
Estudos que buscam novas indicações dos fitocanabinóides.
EM = Esclerose múltipla. THC = (Δ9 Tetrahidrocanabinol). CBD = Canabidiol. ECR = Ensaio Clínico Randomizado.
Adaptado de Russo, 2018. Russo EB. Cannabis Therapeutics and the Future of Neurology. Frontiers in integrative neuroscience, 2018. Disponível: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30405366

Translate